Protótipos de muro entre EUA e México apontam para cumprimento de promessa de Trump

SAN DIEGO (Reuters) – Nove meses depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tomar posse, os primeiros sinais palpáveis de progresso em uma de suas principais promessas de campanha surgiram ao longo da fronteira com o México.

A alguns quilômetros da movimentada passagem de fronteira de Otay Mesa, em San Diego, oito elevações maciças de concreto e aço se erguem a 9 metros de altura — possíveis modelos do que Trump prometeu que um dia será um muro firme ao longo de toda a extensão da divisa sul dos EUA.

Se algum dos oito protótipos diferentes, construídos durante o último mês, se tornará parte de um muro de verdade é algo ainda bastante incerto.

Até agora o Congresso dos EUA mostrou pouco interesse em destinar os estimados 21,6 bilhões de dólares que a obra custaria. Mesmo assim, na segunda-feira, autoridades de patrulhamento louvaram o ímpeto da iniciativa de Trump, que gerou um apelo entre o eleitorado que ajudou a elegê-lo.

“Nossa infraestrutura atual tem bem mais de duas décadas”, disse Roy Villareal, vice-chefe de patrulhamento da Patrulha de Fronteira dos EUA no setor de San Diego, durante uma visita guiada de organizações de mídia ao local na segunda-feira. “Existe a necessidade de melhoria? Com certeza”.

Atualmente, 1.052 quilômetros da divisa de 3.058 quilômetros com o México estão equipados com cercas individuais, duplas ou triplas. A segunda linha de cercas de San Diego, com 5,50 metros de altura, foi violada quase duas mil vezes nos últimos três anos, afirmou Villareal.

Ainda que o muro de Trump nunca obtenha financiamento, disse Villareal, a patrulha de fronteira pode incorporar um ou mais dos novos projetos quando substituir seções desgastadas da cerca existente.

Seis empreiteiras de todo o país foram selecionadas para construir os oito protótipos, que serão finalizados nesta semana. Os projetos deram atenção à estética em sua tentativa de obter contratos lucrativos. Um segmento de muro tem aço azul escuro e outro exibe uma fachada de tijolos -– um contraste com a cerca existente, uma estrutura de aço corrugado que sobrou da Guerra do Vietnã.

No final de novembro uma empresa privada, que autoridades da patrulha de fronteira não quiseram identificar, iniciará um processo de teste de 30 a 60 dias para determinar quão fácil seria escalar os protótipos de muro ou escavar por baixo deles.

A seleção final poderia ser uma combinação dos protótipos, segundo Villareal.

Por Heather Somerville